O Mercado para Tradutor e Intérprete


O mercado para tradutor e intérprete no Brasil está em alta, mas essa profissão é para pessoas que fizeram um bom curso de língua estrangeira e tenham um bom conhecimento da linguagem.

O trabalho de tradutor ou intérprete no Brasil pode ser feito em casa (Trabalho remoto) e ter uma renda significativa.

O Mercado para Tradutor e IntérpreteO Mercado para Tradutor e Intérprete

A partir do momento que a internet passou a ser uma ferramenta bastante comum a todos os profissionais.

É essencial que o tradutor tenha familiaridade com a tecnologia, além de dominar alguns programas conhecidos de edição de textos.

Já pensou em ter uma renda extra sem sair de casa? Para quem se enquadrar nesse perfil pode ser facilmente contratado por uma empresa de tradução e trabalhar nas horas vagas, ou seja, um trabalho para profissional liberal, que deseja ficar mais próximo da família.

Para quem é inexperiente e deseja começar de alguma forma, aqui vão algumas dicas:

Leiam bastante sobre o assunto, como qualquer outra profissão, tem vários jargões, ferramentas de auxílio a tradução, etc.

Esta é uma profissão do futuro assim como: Trabalho Home Office, assistente virtual, etc.

A Translated disponibiliza muitas vagas para quem fala outro idioma, ótima opção para trabalhar com traduções.

É comum encontrar muitos pedidos de traduções em sites de freelancers, como o Fiverr por exemplo, é um mercado livre, há espaço para todos, mas se o serviço for ruim, os clientes desaparecerão.trabalhar como tradutor online

Software para auxiliar na tradução

Translationzone é um software privado com diversas funcionalidades e os preços podem variar de acordo com à versão do programa.

Wordfast também é privado, mas é possível utilizar uma versão de demonstração grátis.

Omegat é um software opensource é o download é gratuito, ótima alternativa para freelancers.

Gengo é outra ótima opção, com guias e artigos que vão te dar uma força para se tornar um melhor tradutor.

Artigos úteis para o seu negócio digital

Gostou do artigo? Tem alguma crítica ou sugestão? Deixe seu comentário abaixo.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *